Tudo sobre Chia: Combate à doenças, benefícios e como consumir

chia é uma planta herbácea da família das lamiáceas, é mais conhecida por sua semente, a qual é comercializada integralmente, moída ou em forma de óleo, a chia também tem folhas que podem ser aproveitadas para infusões, ambos derivados, são ricos em fontes de minerais, aminoácidos essenciais e ômega 3. É muito usada devido ao seu potencial em prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e até tumores, além de auxiliar na perda de peso. Confira quais os principais benefícios dessa semente e como devem ser consumidas.


É uma novidade no mercado, mais não se engane a semente é cultivada desde 2600 a.C, o nome da semente na língua maia significa força, era consumida por eles para aumentar a resistência física.

Analise da chia em 100 gramas:

Energia: 371 cal 

Proteínas: 21 g 

Carboidratos: 42 g 

Gorduras totais: 31 g 

Gorduras poli-insaturadas: 25 g 

Fibras totais: 41 g 

Cálcio: 556 mg 

Potássio: 666 mg 

Fósforo: 750 mg 

Magnésio: 326 mg 

Ferro: 6 mg

 Controle de diabetes:

Em um estudo recente feito na Austrália, a semente mostra o por que deve ser analisada, primeiramente ratos foram alimentados com bastante gordura e carboidrato. Em seguida os cientistas acrescentaram chia na dieta deles durante oito semanas. No final dos testes, foi mostrado que a inclusão da semente melhorou a sensibilidade dos bichos à insulina. No caso de portadores de diabete, que sofrem para manter o açúcar do sangue em níveis adequados, o efeito é muito bem vindo, representando um maior controle da doença.


Saúde de obesos

Esses resultados podem ajudar também quem sofre com o sobrepeso, a maioria dessas pessoas apresenta resistência a ação da insulina. Em outros resultados a semente ajudou a livrar o fígado de adiposidade, mais conhecido como esteatose hepática.


Maiores benefícios para os obesos

São muitos os benefícios encontrados na chia, estamos falando da fração de ômega 3, gordura poli-insaturada encontrada aos montes, sua vantagem é que ela pode combater a inflamação detectada no corpo devido à obesidade e que prejudica órgãos como coração, fígado, cérebro, entre outros. Esse ácido graxo ajuda a reduzir a produção de uma enzima chamada SCD1, quando isso ocorre, há uma maior liberação de substancias inflamatórias no organismo.


Contra infartos e derrames

O peso acima do normal é um dos principais culpados pelo mal funcionamento do metabolismo, contribuindo para piripaques cardiovasculares, como o infarto ou derrame. Isso ocorre quando apresenta concentração de gordura abdominal e por outros fatores de risco, como glicose e triglicérides elevados. A chia com seu ácido graxo anti-inflamatório, protege contra todos esses problemas.


Aumento da resistência física

Assim como as civilizações antigas que já usavam a semente para aumentar a força física, hoje alguns estudos mostraram que essa estratégia funciona. Antes de provas longas, eles deram isotônico a seis atletas amadores, depois tomaram uma mistura desse liquido com uma bebida a base de chia, depois de cada intervenção os rapazes correram por uma hora na esteira e mais 10 quilômetros em uma trilha. Foi concluído que o ômega 3 do grão melhora o rendimento dos atletas a mesma medida que o carboidrato do isotônico.


Perda de peso

Se a intenção é perder peso, deixe a semente na água por pelo menos 40 minutos, quando a mistura se transformar em um gel, adicione suco de uva sem açúcar para obter uma espécie de sagu, consuma no café da manhã ou no lanche do fim da tarde.


Consumo com moderação

Para evitar excessos o ideal é consumir duas colheres de sopa todos os dias, nada a mais. Como a semente de chia tem muitas fibras, pode dificultar a absorção de minerais, e pode também desregular o intestino, caso o consumo não seja adequado com o consumo de água.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

© Melhores Dicas