Catapora: Sintomas, tratamento e prevenção

Quem nunca ouviu falar de catapora? É uma doença clássica de nossas infâncias. Essa doença pode atingir tanto as crianças quanto os adultos. Uma criança ou um adulto com catapora podem apresentar centenas de bolhas que causam coceira, se rompendo e encrostando. Essa doença é provocada por um vírus, o vírus responsável pela catapora é o varicela-zóster, esse mesmo vírus pode provocar herpes zóster (cobreiro) em adultos. Continue lendo e confira quais são os principais sintomas, tratamento e prevenção contra a catapora.
Catapora: Sintomas, tratamento e prevenção

A catapora é facilmente transmitida para outras pessoas. O contágio acontece pelo contato com o líquido da bolha ou através de tosse ou espirro. Normalmente a vacina consegue prevenir a doença completamente ou à torna mais leve. mas é preciso tomar cuidado, pois mesmo mesmo aqueles que estão infectados com a doença em uma forma mais moderada pode ser contagioso.

Quando alguém é infectado pela catapora, leva de 10 a 21 dias para manisfestar a doença. As pessoas que estão doentes se tornam contagiosas de 1 a dois dias antes da doença irromper no corpo, permanecendo contagiosas enquanto as bolhas que ainda não secaram completamente estiverem presentes.

Sintomas

Os sintomas mais graves são mais frequentes em crianças com sistema imunológico fraco. Isso pode ser consequência de doenças ou medicamentos que ela esteja tomando.

Na maioria das vezes as crianças apresentam mal-estar, sintomas como febre, dor de cabeça, dor de barriga ou perda de apetite antes de 1 a 2 dias antes das famosas erupções aparecerem.

Uma criança pode desenvolver de 250 a 500 bolhas pequenas, que causam coceiras sobre os pontinhos vermelhos da pele.

Grande parte das bolinhas não deixa cicatrizes, a não ser que sejam contaminadas por bactérias quando coçadas.

Tratamento

Além da vacina para evitar a doença, manter as crianças confortáveis enquanto o corpo combate a doenças sozinho já é suficiente.

Dar banhos com água morna e aveia, loções tópicas ou anti-histamínicos orais podem ajudam amenizar a coceira.

Cortar as unhas bem curtinhas para evitar que a criança se arranhe e forme cicatrizes.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

© Melhores Dicas